juntos somos mais fortes

  • Recente

    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

    Benfica história I - 1904-1916
    (Fundação do glorioso e primeiros titulos)

    Fundação do Clube (1904 - 1908)

    Estávamos em Lisboa, no início do século XX. Em Belém, área aristocrática da cidade, reuniam-se frequentemente, para jogar futebol, vários rapazes de algumas das melhores famílias do bairro, quase todas vizinhas de um estabelecimento da Rua Direita - a Farmácia Franco. A este grupo, conhecido por "Catataus" - composto pelos irmãos Rosa Rodrigues e amigos -, foram-se juntando, depois do Verão de 1903, antigos alunos da Real Casa Pia, dos Jerónimos, que tinham formado a Associação do Bem e que procuravam continuar a praticar  futebol, desporto em que se iniciaram como alunos da instituição.

    Após um jogo bem sucedido, entenderam, num almoço realizado no "Café do Gonçalves", que só com jogadores portugueses podiam fazer um bom clube de futebol. Seguiu-se um período em que se começou a pensar mais seriamente na criação de um novo clube. Escolheu-se o nome: Grupo Sport Lisboa; as cores do equipamento: vermelho e branco, por comunicarem alegria, colorido e simbolizarem a vivacidade da luta desportiva; o emblema: desenhado com base na águia, por ser uma ave altaneira, símbolo da elevação de propósitos e do espírito de iniciativa do Clube; Escolheu-se, também, a divisa: "E Pluribus Unum", como apologia da união e do espírito de família que caracterizou a criação do Clube.

    No dia 28 de Fevereiro de 1904, na sequência de mais um treino, 24 jovens assumiram a formação de um novo clube, o Sport Lisboa. O acontecimento teve lugar durante uma reunião realizada na Farmácia Franco, no decorrer da qual foi constituída uma "Comissão Administrativa", presidida pelo mais velho dos Catataus - José Rosa Rodrigues -, ficando a sede e a secretaria instaladas provisoriamente no mesmo local. Manuel Gourlade, tesoureiro do clube, empregado na Farmácia e ligado ao grupo dos Catataus, torna-se um elemento influente na dinâmica do novo clube, quer intervindo na componente administrativa, quer na parte técnica - orientando a preparação dos jogadores e adquirindo material de futebol (bolas, apitos, regras de jogo, etc.).

    Durante o ano de 1904, o Clube preocupa-se sobretudo com os treinos, tendo em mente formar uma grande equipa. Em Maio, consegue o arrendamento dum quarto na Travessa das Zebras, 29-A, em Belém, para instalar a sede. Emergiam, porém, alguns problemas - o Clube não tinha campo próprio, nem dirigentes para constituir uma estrutura organizada. Continuavam a ser os jogadores os responsáveis pela gestão do Sport Lisboa. Os primeiros jogos em 1905 mostravam que nascia um grande clube, alicerçado numa excelente equipa de futebol. Em Maio de 1906, criaram-se as secções de Pedestrianismo (atletismo) e Velocipedismo (ciclismo) - uma forma de os futebolistas poderem participar em provas de outras modalidades.

    Em 11/06/1906, o Clube participa pela primeira vez numa prova de ciclismo, representado pelo futebolista Fortunato Levy. Em Setembro, são escolhidos 3 jogadores de futebol do Clube (Emílio de Carvalho, António Couto e Fortunato Levy) para ajudarem a formar um misto português, tendo em vista um desafio frente a um grupo de ingleses. Numa tentativa de melhorar a organização do clube, é eleito, em 22/11/1906, o primeiro Presidente da Direcção: Dr. Januário Barreto. Em Dezembro do mesmo ano, o Sport Lisboa participa pela primeira vez numa prova de atletismo, fazendo-se representar pelo capitão da equipa de futebol da 2ª categoria, Félix Bermudes. A 6 de Dezembro, o Sport Lisboa aluga um 1º andar na Travessa das Zebras, 10, onde instala a sede.

    Em 10/02/1907,  no campo da Quinta Nova, em Carcavelos, o Sport Lisboa vence, por 2-1, os "mestres ingleses"  do Carcavelos Club, invencíveis havia 9 anos. Este resultado contribui para implantar o Clube no coração dos lisbonenses e atrai, nos jogos que se seguem, a presença crescente dos entusiastas do futebol. Em 05/04/1907, sempre com o mesmo espírito solidário, o Clube realiza o jantar de despedida do guarda-redes Manuel Mora (de partida para a Argentina) e do capitão Fortunato Levy (saía para para Cabo Verde). Em 21/04/1907, a 3ª e a 2ª categorias (onde jogavam Cosme Damião e Félix Bermudes) conquistam os dois primeiros troféus, nos Torneios Inter-Clubes das respectivas categorias.

    Em Maio de 1907, 8 jogadores do clube mudam-se para o Sporting. A somar aos dois abandonos por motivos profissionais (Mora e Levy), gera-se no Clube uma situação de crise, que quase o leva à extinção, ficando reduzido a 30 sócios. Em Junho, Marcolino Bragança, jogador da 2ª categoria, lança a ideia de se fazerem subir os jogadores da 2ª à 1ª categoria. Cosme Damião revela a sua fibra de dirigente, orientando o movimento, conjuntamente com Félix Bermudes, que financia as primeiras despesas e cria várias iniciativas que possibilitam a manutenção do Sport Lisboa. Na época seguinte (1907/08), o Sport Lisboa fica em 3º lugar na Liga de Futebol. O Clube estava salvo. Durante essa época, iniciam-se os contactos com o Sport Club de Benfica, agremiação desportiva de que eram sócios alguns jogadores do Sport Lisboa.



    Os primeiros tempos (1908 - 1916)

    Em  Lisboa, vivia-se um período de instabilidade política e social. Faziam-se sentir os efeitos do regicídio e os Republicanos ganhavam cada vez mais poder. O Sport Lisboa enfrentava, decidido, a sua maior crise desde a fundação, em 1904. Durante o Verão de 1908 intensificaram-se os contactos com uma agremiação desportiva de Benfica, clube vocacionado para o Ciclismo e Atletismo. Havia necessidade de dotar as excelentes equipas de futebol do Sport Lisboa de condições  para  poderem evoluir. Assim foi! Em 13/08/1908, o Sport Lisboa muda o nome para Sport Lisboa e Benfica, por sugestão de Félix Bermudes, após a absorção do Sport Clube de Benfica.

    A sede é transferida para o Beco Visconde Sanches Baena e o campo de jogos passa a ser o da Quinta da Feiteira, em frente à Igreja de Benfica. O número de associados aumenta para 276. Os dirigentes são pessoas da elite de Benfica, com algum poder económico e social. A estrutura do Clube já nada tem a haver com a do Sport Lisboa. Agora, existe um verdadeiro grupo de dirigentes, uma Direcção, um Conselho Fiscal e uma Mesa da Assembleia Geral. João José Pires, presidente da direcção, é um entusiasta do desporto. O ecletismo sai reforçado - em 07/02/1909, Alfredo Camecelha e Costa Rosado registam as primeiras vitórias em atletismo.

    O SLB, especialmente vocacionado para o futebol, mantém a estrutura futebolística do Sport Lisboa, assumindo-se como uma continuação deste (permanece a camisola vermelha, o calção branco, o emblema com base na águia, a divisa "E Pluribus Unum" e os jogadores de Belém). A acção desportiva do Clube continua a arrastar multidões. Em 14/02/1909, 5 000 espectadores assistem ao Benfica-Carcavellos, realizado na Quinta da Feiteira. Em 14/11/1909, por ocasião de novo jogo com os "ingleses", desta vez no seu reduto (Quinta Nova), é registada uma assistência de 8 000 pessoas.

    Em 26/02/1909, são eleitos os orgãos sociais do SLB: Presidente da Direcção (João José Pires é reeleito); Presidente do Conselho Fiscal (Conde do Restelo, proprietário da Farmácia Franco e um dos sócios vindos de Belém); e Presidente da Mesa da Assembleia Geral (Dr. João Carlos Mascarenhas de Melo, que exerceu o cargo entre 15/09/1907 e 06/09/1931, após vencer 28 eleições consecutivas!). Em Maio de 1909, numa das primeiras reuniões da Direcção, Cosme Damião é nomeado para capitão-geral, passando a supervisionar todo o futebol do Clube.

    O ano de 1910 implanta definitivamente o Benfica como uma potência do desporto em Portugal. A 23 de Janeiro, 8 000 pessoas assistem à vitória  por 1-0 sobre o Carcavelos Club, na Quinta da Feiteira. É a 2ª vitória sobre este clube, invencível desde a derrota frente ao Sport Lisboa, em 10/02/1907. No dia 1 de Fevereiro, o Benfica muda a sede para a Rua Direita de Benfica e, no dia 22 do mesmo mês, Alfredo Alexandre Luis da Silva é eleito Presidente da Direcção. Cosme Damião fica como Vice-Presidente e João José Pires passa para a Presidência do Conselho Fiscal. Em 12 de Junho, surge a primeira vitória em ciclismo, conquistada por Alberto Albuquerque. Em 19 de Junho, o Clube alcança a 1ª vitória no 1º troféu dos "Jogos Olímpicos Nacionais", ao vencer, por 2-1, o Sport União Belenense.

    Em 31/07/1910, são expostos, pela 1ª vez, os troféus conquistados pelo Clube. O evento é integrado num almoço de confraternização, em homenagem à conquista dos 3 Campeonatos Regionais de Lisboa, em 1ª, 2ª e 3ªs categorias. Em 1913/14 e em 1915/16, o Benfica vence nas 4 categorias! - Feito único. Em 27/08/1910, 4 jogadores benfiquistas integram a Selecção de Lisboa que vai jogar a Huelva. Em 23/09/1910, o Benfica funda, com o Internacional e o Império, a Associação de Futebol de Lisboa (AFL). Em 1911, o Clube abandona a Quinta da Feiteira, passando, a partir de 1913, a jogar na Quinta Nova, em Sete Rios.

    Em 1912, a popularidade crescente do futebol levou o Clube, por acção do Presidente Dr. Alberto Lima, a deslocar a sua sede para a Baixa, deixando uma sucursal em Benfica - os Desportos de Benfica. No plano desportivo, a equipa de futebol revelava jogadores de estirpe, casos de Artur José Pereira, Álvaro Gaspar, Herculano Santos, Cândido de Oliveira e Ribeiro dos Reis. No atletismo, distinguiam-se Cabeça Ramos e Francisco Lázaro (este último falecido ao correr a maratona olímpica em 1912). No ciclismo, brilhava Alfredo Piedade.

    O Clube, cheio de vitalidade, fundara já a 1ª filial, em Portalegre, no ano de 1911. Em 1913, introduz a ginástica. É, também, neste ano que inicia a publicação do 1º jornal dum clube desportivo, o "Sport de Lisboa". Ao comemorar o 10º aniversário (1914), o Benfica possui já 607 associados. É neste ano que é construído um tanque para a prática de natação. Em 1915, é inaugurado um "court" de Ténis, na Quinta Nova. Em 1916, o Clube efectua o primeiro jogo de Polo-Aquático e participa na primeira prova de Natação. Em 17/09/1916, após a absorção dos Desportos de Benfica, o Clube fica na posse de uma excelente sede, na Av. Gomes Pereira, e dum campo de futebol, na Quinta de Marrocos.


    retirado do site oficial do SLB

    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email