juntos somos mais fortes

  • Recente

    terça-feira, 27 de dezembro de 2016

    Equipa de sonho de Rui Costa



    Desafiado pela Sky Sports a escolher o melhor onze baseado nos colegas de equipa que teve ao longo da sua carreira, Rui Costa colocou uma equipa que, muito provavelmente, colocaria em respeito qualquer adversário. Eis as escolhas do atual administrador da SAD do Benfica.




    Vítor Baía - "O melhor guarda-redes com o qual joguei foi o Vítor Baía, que foi meu colega na Seleção. Para além dele, não posso esquecer Toldo e Dida, mas o Baía é a minha primeira escolha. Apenas joguei com ele por Portugal, mas é um grande amigo e foi um grande colega. Era muito bom entre os postes e toda a equipa podia confiar sempre nele".

    Cafú - "Colega de equipa dos tempos de Milan. Era um lateral que, por vezes, mais parecia um extremo. Foi para o Milan já nos seus 30 anos, mas destacou-se em todos os jogos".

    Alessandro Nesta - "Foi provavelmente o jogador mais elegante com o qual atuei. Era muito rápido, tinha uma aceleração fantástica e tinha a sua forma particular de defender. Era brilhante nos duelos um para um e é um grande amigo meu".

    Carlos Mozer - "Foi, provavelmente, o defesa em quem mais me inspirei, por causa da sua capacidade como atleta, a sua técnica e pelo facto de ser um vencedor".

    Paolo Maldini - "Um grande capitão, futebolista, homem e colega de equipa. Quando jogámos juntos ele já tinha conquistado tudo, mas mostrava todos os dias aquela vontade de ganhar e passou isso para os colegas do Milan".

    Andrea Pirlo - "Escolho o meu miúdo Pirlo, que curiosamente começou a jogar com número 10, a minha posição. Foi para o Milan para jogar a 10 e acabou por ser tornar no melhor 6 do Mundo. Foi provavelmente o jogador mais talentoso com o qual jogou".

    Paulo Sousa - "Era brilhante taticamente. Tinha a capacidade para entender e antecipar o que estava a acontecer no jogo. Por isso o escolho para a minha equipa".

    Luís Figo - "Ganhou a Bola de Ouro quando era meu colega. Foi provavelmente o melhor extremo que alguma vez vi. A sua capacidade no um para um e de cruzamento. Não era um extremo de ficar colado à linha, pois vinha muitas vezes para o meio, para jogar e criar situações".

    Kaká - "Veio para o clube [Milan] ainda jovem e eu estava praticamente no final da carreira. Qualquer jogador que esteja perto de perder o seu lugar na equipa quer que o seu substituto seja um grande jogador e uma pessoa humilde. Ao intervalo de cada jogo olhava sempre para mim, para ver se tinha algum conselho para lhe dar. Foi uma honra fazer parte do seu crescimento".

    Cristiano Ronaldo - "O que mais destaco no Ronaldo é a sua disciplina de trabalho. Teve sempre aquela 'fome' desde miúdo até chegar à Seleção Nacional e sabia que seria o melhor do Mundo".

    Batistuta - "Somos amigos desde sempre, tínhamos uma relação fantástica dentro e fora do campo. De todos os avançados com os quais joguei, o Batistuta era aquele que tinha maior faro pelo golo. Podia marcar de qualquer lado. De cabeça, penálti, de fora da área, com as costas, ombro, calcanhar... Marcava golos de tantas formas. Não éramos a melhor equipa italiana, mas tínhamos a missão de ter o melhor ataque na Fiorentina".


    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email