juntos somos mais fortes

  • Recente

    domingo, 4 de março de 2018

    Então em que ficamos?




    Após a denúncia anónima na PGR sobre um pagamento de 784 mil euros por parte do FC Porto ao Estoril, na semana anterior à realização da segunda parte do encontro da 18.ª jornada da Liga, no passado dia 21 de fevereiro, Francisco J. Marques esclareceu, no Porto Canal, que se trataria do pagamento de uma dívida relativa às transferências de Carlos Eduardo e Licá para o Dragão.
    Analisados os relatórios financeiros do clube azul e branco dos últimos três anos, constata-se que uma dívida, no valor de 705 mil euros, aparece no relatório de 2015/16 como tendo sido paga em junho de 2016. Consultado o relatório referente a 2016/17, o nome do Estoril não aparece na lista de clubes a quem o FC Porto devia dinheiro em junho de 2017.
    Já no relatório do 1.º semestre de 2017/18, publicado há dois dias, o montante de 784 mil euros, esmiuçado por Francisco J. Marques, aparece, de facto, na lista de clubes com quem os portistas estavam em falta.



    Então se a dívida já tinha sido paga em 2015/16, qual o motivo desta nova transferência? Tu não me digas que....


    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email