juntos somos mais fortes

  • Recente

    terça-feira, 1 de agosto de 2017

    “O coração do Benfica será no Caixa Futebol Campus"








    Foi inaugurado em 2006 e desde então tem crescido a olhos vistos. Sob o lema formar a ganhar têm sido muitos os títulos festejados e tal só tem sido possível fruto das condições exemplares e únicas que têm sido reunidas… Condições humanas – talento, brio, superação e ambição – e condições ao nível das infraestruturas.

    Ora, face ao sucesso do Centro de Formação e Treino do Clube, cedo se percebeu que era necessário crescer mais e no local foram construídos três novos campos, novas bancadas e mais espaços de lazer e de apoio às equipas.

    Agora, vive-se uma nova etapa, com o CFC a sofrer uma reestruturação profunda a todos os níveis, tal como explicou Luís Filipe Vieira, numa Conferência de Imprensa realizada no auditório, “para não haver dúvidas ou especulações”.

    “Tem a ver com a perspetiva que temos de cada vez mais investir nesta casa e neste espaço aqui. Nesta primeira fase o que estamos a fazer é o alargamento do refeitório, o aumento da capacidade hoteleira em mais 27 quartos e a construção do edifício que vá dar condições de trabalho a todas as nossas partes técnicas, ou seja, uma área aproximadamente de 4600 metros quadrados e a outra com aproximadamente 2200 metros quadrados”, começou por dizer.

    Vão ser então construídos mais 7 campos de jogos, mais 27 quartos, totalizando-se 89 quartos no total, 152 camas para atletas, sendo que os mesmos serão todos remodelados com a mesma imagem.

    Para além disto, vai existir um reforço e melhoramento profundo de todas as infraestruturas de apoio, ao nível da saúde, fisiologia, fisioterapia, espaços de lazer, refeitório…

    “É uma ordem de investimento de aproximadamente ou superior a 11 milhões de euros. O que nos permite, na realidade nesta fase, criar todas as condições necessárias para o Sport Lisboa e Benfica continuar a desenvolver o seu trabalho”, esclareceu o presidente face ao grande investimento feito e o avançar da obra.

    “Já é público, também, estamos a tentar negociar um espaço que é a continuidade do Caixa Futebol Campus, onde pretendemos criar outro polo hoteleiro para 100 camas e mais 7 campos relvados”, acrescentou.

    Ora, a eleita melhor Academia do Mundo em 2015 não fica por aqui e segue-se uma nova aposta: o Benfica Internacional.

    “Em termos de obra temos neste momento o projeto do Colégio Benfica, que será o Benfica internacional, para 800 alunos numa primeira fase, e poderão numa segunda fase aumentar para 1200 alunos, ou seja, nós queremos fechar um ciclo completo com este colégio. Estamos a pensar num colégio aberto à comunidade toda, mas que vai, essencialmente, privilegiar os atletas do Sport Lisboa e Benfica. Queremos fechar um ciclo, ou seja, qualquer pai que tenha um filho com o Benfica que saiba que o espaço está completamente produzido desde o ensino até ao seu desenvolvimento desportivo está completado”, revelou o presidente.

    Esses são investimentos de alguma envergadura, mas entendemos que é por aqui que vamos. A aposta vai continuar no Caixa Futebol Campus, e não vamos desvirtuar minimamente a estratégia que temos. Não nos vamos desviar nem mudar de pensamento. O Caixa Futebol Campus será o futuro do Benfica, o coração do Benfica será no Caixa Futebol Campus”, explicou.

    Ao nível de metas, estas mantêm-se as de sempre, ambiciosas e na vanguarda.

    “Vamos continuar a crescer sustentadamente, num trajeto bonito e risonho. Quem constrói uma obra desta envergadura sabe que será muito difícil voltar para trás, e o Benfica não o fará. Queremos que o Caixa Futebol Campus continue a ser uma referência a nível mundial, num Benfica independente e sem amarras, sem estar preso a nada nem a ninguém”, disse.

    “A estratégia é muito clara. Ganhar desportivamente e financeiramente. Queremos reduzir dívida todos os anos e ganhar. Não é fácil, temo-lo conseguido, e sabemos qual é a receita. Não queremos estar reféns de ninguém. Queremos um Benfica refém dos Benfiquistas”, explicou o presidente ainda acerca da temática.

    A aposta na Formação é cada vez mais uma realidade e “formar a ganhar”, mais do que um lema, é agora uma forma de estar intrínseca.


    in SLBenfica


    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email