juntos somos mais fortes

  • Recente

    sábado, 30 de outubro de 2010

    D10S existe... e nasceu há 50 anos


    «Quando se atira a bola a um bebé, o reflexo natural dele é agarrá-la com as duas mãos. O meu filho chutava-a com o pé esquerdo.»
     
    A frase pertence a Dona Totta, mãe de Maradona. Nela cabe toda a perfeição da mais pura definição do génio que nasceu para jogar à bola.
    Nasceu a 30 de Outubro de 1960, pelas 7.15 da manhã, na Policlínica Evita, em Lanús (Buenos Aires). Na Argentina brinca-se que quando Maradona nasceu, os médicos gritaram golo. 

    Se não gritaram, deviam ter gritado. 

    Ora como meio século é uma data que merece ser celebrada em grande, o Maisfutebol convida o leitor a uma viagem sem retorno: uma viagem por todas as histórias e vídeos de Maradona, com depoimentos de gente dentro, gente que viveu com o génio. 

    Está tudo num conjunto de textos que vão ser lançados a partir das zero horas e durante a tarde deste sábado. 

    No primeiro bloco vai viajar desde o nascimento até ao dia em que saiu para o Barcelona. Vai ler os depoimentos do irmão Raul e do filho Maradona Jr., vai recuar até Villa Fiorito com um amigo de infância, vai vestir a camisola do Cebollitas ao lado de um antigo colega. 

    Vai estar com o treinador Juan Carlos Montes quando o chamou ao plantel principal do Argentino Juniors e vai ser Rúben Giacobetti a cruzar a linha lateral para ser substituído por Maradona na estreia como sénior. 

    Vai perceber com Ricardo Bochini o que é ser o ídolo do ídolo de milhões, vai estar com Mario Kempes a recordar um almoço da concórdia entre os dois maiores dez do futebol argentino, vai ser Batista e saber o que é ser agredido por Maradona num Mundial. 

    Vai juntar-se a nós e gritar «Maradó, Maradó». 

    Mas porque este dia não é só de Maradona, é de todos nós, que amamos o futebol, tem de fazer parte da viagem: envie vídeos, envie textos, deixe-nos a sua homenagem. Venha enfim celebrar o génio.
    É fácil: imagine que é Maradona e tem uma bola nos pés. 




    O pontapé de Batista vingado


     

    1 comentário:

    1. Pena a droga em que se meteu.

      http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/jornada-de-sabado.html

      ResponderEliminar

    Follow by Email