juntos somos mais fortes

  • Recente

    quinta-feira, 12 de abril de 2018

    Benfica abate dívida bancária em 97,3 Milhões de Euros...




    A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD comunicou nesta quinta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários a redução do valor total de 97,3 milhões de euros "da dívida bancária existente junto do Novo Banco e do Millennium bcp, a qual estava refletida no passivo a 31 de dezembro de 2017". Está assim formalizada a operação anunciada aos Benfiquistas pelo presidente Luís Filipe Vieira.
    De acordo com a informação prestada à CMVM, "a Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD procedeu ao reembolso antecipado voluntário do valor em dívida do Project Finance, num montante de 37,8 milhões de euros". "Dado que, a 28 de fevereiro de 2018, já tinha sido liquidada uma prestação de 2,5 milhões de euros, conforme previsto contratualmente, o montante total de reembolsos realizados ao Novo Banco e ao Millennium bcp ascendeu a 40,3 milhões de euros", é referido na comunicação.

    "Mais se informa que, no dia 29 de março de 2018, foi liquidado ao Novo Banco a 2.ª emissão de Papel Comercial, no montante de 57 milhões de euros, a qual tinha sido subscrita a 29 de setembro de 2017 por um prazo de seis meses, tendo hoje sido formalizado o acordo de cessação do Programa de Papel Comercial. Após a conclusão deste processo, a Benfica SAD e a sua subsidiária Benfica Estádio reduziram em 97,3 milhões de euros o valor da dívida bancária existente junto do Novo Banco e do Millennium bcp, a qual estava refletida no passivo a 31 de dezembro de 2017", explicita o comunicado à CMVM.

    "Por outro lado, foram cedidos, sem recurso, créditos futuros relativos aos proveitos do contrato de exploração dos direitos de transmissão televisiva celebrado com a NOS, que são registados como passivo e associados aos proveitos do contrato com a NOS nos prazos normais deste", indica ainda o documento transmitido pela sociedade benfiquista.



    1 comentário:

    1. Este comunicado é manifestamente insuficiente no que diz respeito a informação relevante para aferir da mais/menos valia da operação. Ou seja, fica por saber qual a redução, se é que houve, do passivo total, qual o montante, prazo e custo inerente à antecipação de receitas televisivas, assim como, qual a poupança efectiva no serviço da dívida bancária. E só assim é que se pode comparar e comentar em consciência....

      ResponderEliminar

    Follow by Email