juntos somos mais fortes

  • Recente

    quinta-feira, 9 de setembro de 2010

    Shevchenko elege Rui Costa como um dos que melhor o assistiu

    Rui Costa é para Andriy Shevchenko um dos melhores que o assistiu. A estrela mundial que joga actualmente no Dínamo Kiev numa entrevista exclusiva ao Golden Foot, fala ainda de Kaká e Mourinho, confessa continuar fã do AC Milan e refere-se às equipas mais fortes, este ano, na Liga Europa.



    É uma entrevista longa, quase tanto quanto a carreira do avançado de 33 anos, e quando lhe perguntam sobre qual o jogador que melhor o assistiu, Shevchenko refere Rui Costa, seu colega no AC Milan durante cinco anos. «Andrea Pirlo, Kaká e Rui Costa fizeram-me assistências incríveis. Não tenho dúvidas», afirmou o avançado ucraniano.
    Shevchenko refere Kaká e Rebrov como os «campeões» com quem mais gostou de jogar explicando ser «fácil jogar com eles» e aponta Barcelona, Manchester United e Real Madrid, em matéria de Liga dos Campeões, como os clubes com mais fortes atmosferas. «Na Itália, no AC Milan, adorei defrontar a Juventus», completa o avançado.
    Questionado sobre o actual AC Milan, que contratou Ibrahimovic e Robinho, Shevchenko confessa-se «fã» do clube rossonero e acredita que dentro de algum tempo ele estará ao nível do Inter, até porque, remata, «é altura de recuperar o título», que actualmente pertence ao Inter.
    Shevchenko foi treinado por Mourinho no Chelsea e por Ancelotti no Milan. Questionado sobre as diferenças entre os dois técnicos, o avançado ucraniano recusa-se a estabelecer comparações: «Mourinho e Ancelotti são dois treinadores especiais. Ambos técnicos de topo. A forma como mostram o seu trabalho aos jogadores e às pessoas em geral faz com que sejam extremamente diferentes. Não estou a fazer qualquer comparação. Isso não é correcto», sublinhou.
    O jogador ucranino referiu-se ainda à Liga Europa, onde estão FC Porto e Sporting, que este ano vai disputar pelo seu clube, Dínamo de Kiev, e considera Juventus, Liverpool e Manchester City como as equipas mais fortes.  «Têm uma estrutura forte e uma organização muito boa. Para ganhar temos que estar prontos agora e depois da pausa de Inverno.  É um desafio muito exigente», remata.


    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email