juntos somos mais fortes

  • Recente

    sábado, 4 de fevereiro de 2017

    A (demasiada) influência de Mendes


    É conhecida por todos, e até admirada, a rede de transferências de Jorge Mendes. O empresário português, que gere craques como Cristiano Ronaldo ou José Mourinho, tem ligações a dezenas e dezenas de clubes e jogadores. Nos últimos anos até existe uma ideia de que Jorge Mendes coloca quem quer, onde quer, na altura que quer.

    É também conhecida a ligação, ou até aproximação, de Jorge Mendes ao Benfica nos últimos anos. São vários os negócios intermediados pelo agente que envolvem as águias sendo que desde de 2011 existem sete «parceiros» nesses negócios. O Benfica arrecadou milhões com muitos desses jogadores, mas também gastou muito com outros.

    Mónaco, Atlético Madrid, Deportivo, Braga, Valência, Rio Ave e Wolverhampton têm tido uma espécie de rede com o Benfica, criada por Jorge Mendes. Desde 2011 são 17 os jogadores que estiveram envolvidos com os encarnados e com um, ou mais, destes sete clubes que enumerámos. Estamos apenas a falar de negócios e de jogadores que estejam ligados ao Benfica e a Jorge Mendes, desde 2011 até ao último mercado de transferências.



    Sílvio
    Sílvio é um dos jogadores que passou por vários dos oito clubes que decidimos analisar. Um carreira marcada por lesões e por sucessivos empréstimos.
    O primeiro negócio do lateral que tem Jorge Mendes envolvido foi a transferência do Rio Ave para o Braga em 2010. Depois, em 2011, Sílvio é contratado a pelo Atlético de Madrid. Em 2012 é emprestado ao Deportivo da Corunha. Entre 2013 e 2016 esteve emprestado ao Benfica e em 2015 vínculou-se ao Wolverhampton.
    Portanto, Sílvio passou por cinco dos oito clubes analisados.  

    Pizzi
    Pizzi é agora uma das grandes referências do Benfica mas, até chegar aos encarnados, andou por vários clubes.
    Em 2011/2012 foi contratado pelo Atlético Madrid ao Braga. Na temporada seguinte foi emprestado ao Deportivo da Corunha. Foi comprado pelo Benfica 2013 e emprestado ao Espanhol. Passou a fazer parte do plantel do Benfica na temporada 2014/2015. 

    Oblak
    Antes de se tornar um dos melhores guardiões da Europa, Jan Oblak esteve emprestado em alguns clubes sempre ligados ao Benfica. 
    Em 2012/2013, já depois de ter sido emprestado a Beira-Mar, União de Leiria e Olhanense, chegou ao Rio Ave por empréstimo do Benfica, já representado por Jorge Mendes. Chegou ao plantel do Benfica em 2013/2014 e na temporada seguinte foi contratado pelo Atlético de Madrid, noutro negócio com o dedo de Jorge Mendes.

    Bernardo Silva
    Uma das grandes promessas do futebol europeu da atualidade também teve o apoio de Jorge Mendes para chegar ao futebol francês.
    Depois de toda a formação no Benfica, partiu para o Mónaco em 2014/2015 por 15 milhões de euros.

    João Cancelo
    João Cancelo é outra situação semelhante à de Bernardo Silva. Saiu do encarnados para o estrangeiro sem se afirmar no Benfica em mais um negócio que teve Jorge Mendes envolvido.
    Em 2013/2014 saiu para o Valência por 15 milhões de euros e agora está a ser apontado ao Barcelona.

    André Gomes
    O médio é um caso semelhante aos de Bernardo Silva e João Cancelo. Ainda que já tenha tido mais utilização na equipa principal do Benfica, André Gomes acabou por sair para o estrangeiro cedo e, mais uma vez, com a participação de Jorge Mendes e um dos sete clubes que temos analisado.
    André Gomes saiu para o Valência em 2014/2015. Primeiro esteve em Espanha por empréstimo dos encarnados e depois acabou por ser contratado em definitivo por 15 milhões de euros. Atualmente joga no Barcelona.

    Rodrigo
    O avançado espanhol Rodrigo foi uma figura importante no Benfica durante três temporadas antes de regressar a Espanha, com o apoio de Jorge Mendes. 
    Chegou ao Benfica em 2011/2012 vindo do Bolton de Inglaterra. Saiu em 2014/2015 para o Valência por 30 milhões de euros. 

    Cavaleiro
    Mais uma das grandes promessas saídas do Caixa Futebol Campus que pertence à carteira de jogadores de Jorge Mendes. Ivan Cavaleiro, apesar de ser vice-campeão europeu em sub-21, nunca confirmou todos os predicados que o levaram a internacional AA.
    Saiu em 2014/15 da Luz, ingressando no Deportivo por empréstimo do Benfica. Na época seguinte foi contratado pelo Mónaco em 2014/15 por 15 milhões de euros. Esteve apenas uma época no principado, tendo rumado no início desta época ao Wolverhampton.

    Hélder Costa
    Um dos mais recentes casos de sucesso de jovens formados no Benfica. Hélder Costa nunca se afirmou na Luz, tendo rumado por empréstimo a Deportivo e Mónaco em 2014/15 e 2015/16 respectivamente, sempre com a intermediação de Jorge Mendes.
    No Monaco fez uma época bastante aceitável (28 jogos e cinco golos), rumando de seguida para o Wolverhampton onde tem dado bastante nas vistas. Contratado em definitivo pelo Wolverhampton por 15 milhões, Hélder Costa já tem alguns pretendentes na Premier League.

    Enzo Pérez
    Peça fulcral no meio-campo do Benfica de Jorge Jesus, Enzo Pérez foi mais um dos jogadores que rumou diretamente da Luz para o Mestalla.
    Contratado pelo Valencia em janeiro de 2015, rendeu 30 milhões de euros ao Benfica.

    Filipe Augusto
    Última contratação do Benfica no passado mercado de inverno e mais recente esperança dos encarnados, Filipe Augusto chegou à Europa pela mão de Jorge Mendes.
    Primeiro ingressou no Rio Ave, em 2012, onde se destacou nos dois anos completos que passou em Vila do Conde. Depois seguiu com Nuno Espírito Santo para o Valencia, onde não teve muito sucesso. Desde aí, Filipe Augusto tem alternado entre Rio Ave e Braga, rumando neste último mercado ao Benfica.

    Raúl Jiménez
    Raúl Jiménez é, atualmente, uma das figuras do plantel dos encarnados. Luís Filipe Vieira já afirmou que o mexicano tem tudo para ser um dos negócios mais caros do futebol português tendo Jiménez sido, insistentemente, associado a clubes chineses, que podem pagar esse tipo de verbas.
    O mexicano rumou ao Benfica num negócio intermediado pelo agente Jorge Mendes, rendendo 22 milhões ao Atlético de Madrid quando rumou a Lisboa.

    Danilo
    Atualmente no Standard de Liège por empréstimo do Benfica (que o tinha recebido por empréstimo do Braga), Danilo Silva deu nas vistas na sua primeira paragem por Portugal, ao serviço do Braga, depois de ter sido descoberto no Brasil por Jorge Mendes.
    Seguiram-se Valencia e Benfica (sempre por empréstimo do Braga), mas sem grande sucesso. Rumou neste mês de janeiro à Bélgica, para representar o Standard Liège.

    Jonathan Rodriguez
    Grande promessa do futebol uruguaio, Jonathan Rodríguez chegou à Europa por intermédio de Jorge Mendes, rumando inicialmente à equipa B do Benfica, por empréstimo do Peñarol. Na época seguinte rumou ao Deportivo, novamente por empréstimo, mas sem grande sucesso.
    Está atualmente a jogar no Santos Laguna do México.

    Ola John
    Desde 2012/13 que o holandês Ola John é jogador do Benfica, apesar de nunca ter convencido verdadeiramente no Estádio da Luz.
    Apenas na presente época, Ola John rumou a clubes "ligados" a Jorge Mendes: começou a época no Wolverhampton, onde apenas jogou três partidas. Rumou em janeiro ao Deportivo, onde ainda não se estreou.

    Gaitán
    Estrela do Benfica nas seis épocas em que representou o clube da Luz, Nico Gaitán deu o salto na época passada para o Atlético Madrid de Simeone.
    Gaitán rendeu aos cofres da Luz uma verba de 25 milhões de euros, num negócio intermediado por Jorge Mendes.

    Óscar Benitez
    Chegado ao Benfica no início desta época, Óscar Benítez nem teve tempo de se estrear oficialmente com a camisola encarnada.
    O argentino que representava o Lanús, rumou ao Braga por empréstimo mas sem sucesso, fazendo apenas cinco jogos no Minho. Foi devolvido ao Benfica e agora encontra-se ao serviço do Boca Juniors da Argentina.

    in Zerozero

    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email