juntos somos mais fortes

  • Recente

    segunda-feira, 22 de julho de 2019

    Jota em entrevista




    Jota foi um dos jogadores que entraram na equipa do Benfica durante a segunda parte do jogo ganho ao Chivas (3-0) na estreia na International Champions Cup 2019.

    O jovem atacante das águias fez a assistência para o 2-0 (apontado por Rafa) e, com a confiança que o treinador e os colegas lhe passam, sente-se cada vez mais à vontade e ambientado para exteriorizar o seu futebol.


    Que análise faz a esta vitória do Benfica sobre o Chivas?
    Foi um excelente jogo. Os desafios de pré-época têm as suas nuances, o ritmo nem sempre é tão elevado (e também estava muito calor), mas conseguimos meter muitos processos da época transata e vencemos.


    Como avalia a sua atuação?
    Estou cada vez mais ambientado à equipa. Os meus companheiros dão-me confiança para eu mostrar o meu futebol. Expressar isso com vitórias é o desejado. Foi o que conseguimos.


    No 4x4x2 idealizado por Bruno Lage, onde é que está mais confortável?
    Estou confortável onde o míster me puser, eu quero é jogar, seja a extremo, a ponta de lança, a segundo avançado, dependendo também do que os adversários pedem. Estamos todos preparados. Cresci como ala, mas tenho gostado muito de jogar como segundo avançado e o míster também me dá confiança para isso. Tenho aprendido muita coisa e acho que tenho estou a conseguir desempenhar bem.



    A duas semanas da Supertaça, o que é que há para melhorar?
    Ainda é um bocado precoce falarmos da Supertaça. Ainda temos jogos de preparação para fazer. Temos de aprimorar algumas coisas enquanto equipa, porque estamos na pré-temporada. Vamos continuar a trabalhar.



    A nível individual o que é que deseja para esta época?
    Conseguir jogar o máximo número de jogos, porque também é para isso que estou cá, e aprender o máximo com todos estes atletas. Sei que sou dos mais jovens aqui, tenho muito a aprender com os jogadores que estão cá há mais tempo e têm muita rotação. Estou muito contente por estar cá.



    E o apoio dos adeptos?
    Hoje ficou demonstrado que o Benfica é mesmo uma pátria sem fronteiras. Estarmos aqui perante tantos adeptos, com tanto apoio é muito bom, ainda temos mais vontade. Dentro do jogo sentia o apoio dos adeptos e isso dava-me ainda mais vontade para jogar.



    Sente-se a crescer com a concorrência no ataque?
    Claro que sim. Os jogadores do Benfica têm todos muita qualidade. Nos treinos temos de nos superar. Tenho aprendido muito com Seferovic e Raúl de Tomás.

    in SLBenfica 

    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Follow by Email